[Revista PnP] Boletim nº 83 - Blu-ray está em queda livre. Como ficam os consumidores?
Revista PnP
Mais útil que uma revista, mais atual que os livros!
Visite nosso site: www.revistapnp.com.br
Problemas de visualização desta mensagem? leia on-line

Boletim informativo nº 83 - 24/11/08
Prezado(a)

Foi uma longa briga entre os formatos HD-DVD e o Blu-ray pela definição do sucessor dos DVDs. O Blu-ray acabou ganhando a disputa – mas não por méritos próprios. Na verdade o combate foi ganho por nocaute quando o HD-DVD saiu de cena.
Agora o próprio Blu-ray agora está em queda livre, tendo despertado pouca atenção como veículo para vídeos de alta definição.
Nos computadores, entretanto, o Blu-ray pode ser usado par transporte de dados e backup, cada vez mais necessário nestes tempos de discos rígidos de 1 Terabyte. Mas será que funciona? Acompanhe o que está acontecendo com o Blu-ray e programe melhor suas compras.

Blu-ray está em queda livre. Como ficam os consumidores?

Esperava-se que os discos Blu-ray fossem os sucessores do bem sucedido DVD, em especial para a reprodução de vídeo em alta resolução para as moderníssimas TVs de plasma e LCD. Mas a realidade tem se mostrando muito dura com esta inovação tecnológica, ainda mais depois da quebra das bolsas americanas no segundo semestre de 2008, que levou a maior economia do planeta a uma estagnação raramente observada.

Em 0utubro de 2008 os vídeos no formato Blu-ray tinham conseguido apenas 4% de participação no mercado de filmes nos EUA, o mais rico do planeta. Nem mesmo a dramática redução de preço dos leitores Blu-ray para menos de US$ 100 ajudou a despertar a atenção dos compradores.

Porque isto vem acontecendo? Provavelmente porque o produto não seja o que os consumidores desejam. O DVD convencional tem uma qualidade bastante aceitável, e o download e visualização de filmes pela internet cresce a passos largos, mesmo tendo qualidade abaixo dos DVDs. Parece que o consumidor médio não está assim tão preocupado em obter a máxima qualidade que poderia conseguir em suas TVs.

Dois fatores principias contribuíram para o fracasso do Blu-ray. Em primeiro lugar, a briga com o HD-DVD paralisou a indústria quando ainda havia interesse por vídeos em altíssima resolução. Hoje, este interesse parece ter diminuído. Em segundo lugar, surgiram os reprodutores de DVD baratos, porém capazes de gerar imagens de maior resolução pela reamostragem do vídeo original.

De repente, o consumidor médio consegue colocar conteúdo de alta qualidade em suas HDTVs usando um DVD comum. Quando o Blu-ray foi criado, ninguém cogitou que isto poderia acontecer.

A Blu-ray Association esperava que houvesse uma grande entrada de dinheiro quando milhões de consumidores descobrissem que seus DVDs comuns ficavam péssimos nas TVs de alta definição. Certos disto, puseram um alto preço para quem quisesse licenciar uma licença de uso do Blu-ray para inclui-lo em seus filmes. E isto afugentou ainda mais os consumidores. Por um lado, os grandes estúdios, que têm condições de pagar as altas taxas, precisam repassar o preço para os discos, aumentando demais seu preço. No outro extremo, os pequenos produtores, que produzem a maior parte dos filmes, não conseguem pagar os altos preços exigidos pela associação. Para condimentar ainda mais este prato indigesto, o consumidor não está ligando a mínima para ter um vídeo de alta resolução.

E teremos mais lances desta briga em breve. O próprio DVD, apesar de fortemente estabelecido no mercado, está com suas vendas em baixa. Também pudera, quantos consumidores são corajosos – ou ricos – o suficiente para entrar numa loja e gastar mais de R$ 50 num DVD de um filme que ele pode adquirir por R$ 5 no camelô da esquina, ou então baixar de graça pela Internet? Claro, a qualidade pode não ser a mesma mas... será que isto realmente é importante?

E o uso do Blu-ray como mídia de backup e transporte de dados? Está sofrendo do mesmo problema que os vídeos. Além de ser bem mais caro que o DVD, não existe garantia de que uma mídia gravada em um aparelho vá ler corretamente em outro. Imagine que você fez uma viagem para uma filial de sua empresa, e levou todos seus programas e arquivos numa mídia Blu-ray. Chegando lá, percebe que seu disco não pode ser lido e que terá que pedir nova cópia dos arquivos... E em mídia de DVD-R, por favor.

Os primeiros DVDs para computador também tinham este problema de compatibilidade, que depois foi resolvido com novas mídias e novos gravadores. Certamente os problemas do Blu-ray nos PCs serão resolvidos, mas enquanto isto não acontece procure verificar bem a situação antes de gastar dinheiro com ele.

• Leia este artigo na íntegra no site da Thecnica Sistemas:
Blu-ray está em queda livre. Como ficam os consumidores?

• Artigos sobre edição de vídeo já publicados na Revista PnP
Edição nº 8 - Colocando legenda nos filmes da internet e gravando em DVD
Edição nº 5 - Gerando DVDs personalizados
Edição nº 3 - Edição de vídeos em MP4 com o VirtualDUB

NAS BANCAS — NAS BANCAS — NAS BANCAS — NAS BANCAS — NAS BANCAS


Revista PnP nº 10 continua nas bancas!

A mais recente edição da Revista PnP está nas bancas.
Você pode também pedir pela internet ou fazer uma assinatura.

Conteúdo da Revista PnP nº 10 – Defeitos mais comuns dos micros

  • Redes P2P de compartilhamento de arquivos
  • Formas de implantação de redes
  • Os 10 defeitos mais comuns dos micros
  • Erros de tela azul do Windows
  • Sistema RAID
  • Montando um sistema RAID no Windows
  • Aprendendo a usar o multímetro
  • Aprendendo a usar o multímetro
  • Inglês, informática e trabalho em equipe são requisitos básicos

Veja mais detalhes no site da Thecnica Sistemas, inclusive com a reprodução das primeiras páginas de cada artigo:
Revista PnP nº 10 - Defeitos mais comuns dos micros

Natdisc
Recuperação de dados
ACR
Centro de treinamento
Amigo do HD
Recuperação de dados
Locasite
Hospedagem
Brasport
Livros técnicos
Informações sobre a revista PnP
Onde encontrar - A Revista PnP é distribuída nas bancas e grandes livrarias, em todas as capitais e nas principais cidades do interior. Se você não encontrar em sua região poderá encomendar para o jornaleiro ou então pedir seu exemplar pela Internet, no site da Thecnica Sistemas.
Assinaturas - Podem ser feitas a partir de qualquer edição. O novo assinante recebe imediatamente as edições já publicadas, cobertas pela assinatura, e as seguintes assim que forem impressas. O processo de assinatura é simples e pode ser feito aqui.
Edições avulsas - Todas as edições podem ser vistas e encomendadas no site da Thecnica Sistemas. Pagamento com boleto bancário e entrega pelo Correio.
Conteúdo das edições já lançadas - No site da revista encontra-se o conteúdo detalhado de tudo o que já foi publicado, inclusive com um PDF em alta resolução da primeira página de cada artigo.
Publicidade - Temos diversos planos, para atender sua empresa qualquer que seja o tamanho dela. Fazemos tanto mídia impressa quanto através da Internet, saiba mais.