Windows 8 finalmente será o sucessor do Windows 7
Logo Revista PnP Montagem • Instalação • Manutenção
PCs • Redes • Internet

Mais útil que as outras revistas, mais atual que os livros
Boletim informativo nº 266 - 26/11/2018 Visite nosso site: www.revistapnp.com.br
Ainda não conhece a Revista PnP? Venha conhecê-la e temos certeza de que gostará!



Veja este boletim no Youtube no vídeo feito por Iberê M. Campos, editor da Revista PnP

Veja também o artigo completo de onde este boletim foi extraído, com uma análise mais aprofundada.


Prezado colega técnico,

Demorou, mas a hora vai chegar. Mais de 6 anos depois de lançado, o desejo da Microsoft poderá se realizar:

Windows 8.1 finalmente será o sucessor do Windows 7

Sim, é verdade que o Windows 8 começou a vida de maneira errada. Lançado prematuramente e sem estar totalmente testado e desenvolvido, acabou causando péssima impressão. Ao perceber a situação, a empresa apressou-se em corrigir o erro. Escutou atentamente os usuários e lançou sucessivas edições e correções. No final das contas, depois de todo um processo, a versão Update 1 mostrou-se madura, segura, eficiente e confiável. Mas na época não convenceu, o estrago estava feito. Os consumidores não estavam acreditando e continuaram preferindo o Windows 7.

Percebendo que o rótulo “Windows 8” estava condenado, a empresa então apressou-se em lançar o Windows 10, que nada mais era do que um Windows 8.1 Update 1 repaginado e com a volta (parcial) do famoso botão INICIAR, que sempre foi a crítica mais visível e aparente ao Windows 8.x. Tecnicamente falando, se olharmos todas estas variações de Windows, do Vista até o Windows 10, vê-se que eles seguiram uma linha direta, com mudanças gradativas e, aparentemente, pré-programadas para levar o Windows do ponto de sucesso anterior (no caso, do Windows XP), até o ponto onde a Microsoft sempre quis chegar, que é tornar o Windows um serviço a ser cobrado em formato de aluguel.

Prova desta evolução e compatibilidade entre as versões é que todo micro que roda o Windows Vista também roda o Windows 7, 8 e 10. A grande maioria dos drivers de dispositivos feitos para Windows 8.1 servem também no Windows 10 e vice-versa. Poderíamos enumerar vários outros fatores, mas para a análise que fazemos aqui basta lembrar que os micros que rodam bem o Windows 7 rodam também (e muito bem) o Windows 8.1. Porque isto é importante? Porque o Windows 7 está saindo de linha e precisaremos encontrar um substituto para continuar usando nossos PCs. Ué, mas porque não migrar logo para o Windows 10? Simples: porque o Windows 10 está mostrando que a Microsoft não perdeu um velho costume, de engordar seus produtos a cada lançamento. Cada atualização do Windows 10 vem mais pesada que a anterior, incluindo coisas novas que muitas vezes ninguém tinha pedido, e depois a Microsoft silenciosamente retira nas próximas atualizações.

O fato é que o Windows 10 vem ficando mais lento e pesado a cada edição. Quem usa o mesmo computador com Windows 10 desde que ele saiu pode sentir facilmente a diferença, em termos de tempo de boot, tempo de resposta geral e tempo para carregar os programas e depois executar as funções. O bom trabalho de limpeza do código que foi feito nos tempos do Windows 7 e do Windows 8 está se perdendo, e isto é piorado pelo bloatware, isto é, aquele monte de programas que ninguém deseja e que vêm pré-instalados tanto no Windows quanto nos micros de marca, programas esses que só servem para ocupar espaço no HD e para desperdiçar capacidade de processamento do computador.

A situação, portanto, é a seguinte: o Windows 7 começou a virar um risco para a segurança, e o Windows 10 é pesado demais para rodar nos micros mais antigos, que por sua vez rodam bem com o Windows 7. Se o usuário não se dá bem com o Linux, precisará então escolher um outro Windows, que neste caso, por escolha óbvia, será o Windows 8.1 Update.

Será que o Windows 8.1 Update finalmente será reconhecido como um grande produto? Parece que sim.

O Windows 8.1 Update foi sendo silenciosamente atualizado pela Microsoft nos últimos anos, e hoje é um produto estável e bem acabado. Longe dos problemas das primeiras versões do Windows 8. A única queixa dos usuários é quanto á falta do botão INICIAR, mas isto pode ser facilmente sanado com programas como o Classic Shell, que deixa o Windows 8.1 Update igualzinho ao Windows XP ou ao Windows 7, de acordo com o gosto do usuário. De resto, o Windows 8.1 Update funciona de forma bem parecida tanto com o Windows 7 quanto com o Windows 10, e com uma vantagem adicional: toda versão de Windows é otimizada para o hardware mais comum que estiver em uso no momento de seu lançamento. Por isso, se pegarmos um micro do tempo do Windows 7 (lançado em 2009) ele vai rodar o Windows 10 mais lentamente, por ser otimizado para hardware mais novo, e o contrário também é verdadeiro, isto é, se pegarmos um micro recente ele provavelmente vai rodar o Windows 10 mais rápido do que o Windows 7. Isto é óbvio e esperado que aconteça, pois cada Windows deve ser feito para dar vida aos equipamentos atuais, e não para os antigos ou para os que ainda estão por vir.

Por isso, os usuários que ainda têm micros antigos, mas que ainda estão em bom estado, poderão tranquilamente, ao nosso ver, substituir o Windows 7 pelo Windows 8.1 Update + Classic Shell. O suporte do Windows 8.1 Update vai até 10 de janeiro de 2023. Isto significa mais 3 anos, aproximadamente de vida útil em relação ao Windows 7. Nestes 3 anos a mais, provavelmente estes computadores já terão chegado ao final de sua vida útil, e só daí teremos que substitui-los por outra coisa qualquer que poderá então, provavelmente, rodar satisfatoriamente o Windows 10 (ou seus sucessores).

Com base nesta previsão e sugestão que estamos fazendo é que retiramos o título deste artigo, ou seja, só agora, em 2018, 6 depois de lançado, é que o Windows 8 finalmente será o sucessor do Windows 7. Nem que seja só para manter em funcionamento os micros mais antigos.

O Windows 8.1 Update tem algumas vantagens adicionais, em especial para as empresas e outras organizações. Isto porque é possível comprar, tanto no Brasil quanto no exterior, licenças oficiais do Windows 8.1 por valores bastante baixos. É uma boa chance das empresas ficarem com seus Windows regularizados e a um baixo custo.

Cientes desta situação, nós da Thecnica Sistemas testamos o Windows 8.1 Update (na versão mais recente divulgada pela Microsoft) em diversos computadores com processadores antigos, fabricados na faixa de 10 a 6 anos atrás. Comparamos a performance tanto com o Windows 7 quanto com o Windows 10, e acabamos nos convencendo de que estas máquinas podem tranquilamente ser usadas a partir de agora com o Windows 8.1 Update. É este mesmo Windows que estamos oferecendo como atualização da nossa tradicional coleção de mídias de instalação, substituindo o DVD do 8.1 anterior.

DVD Versão 3.0 de 12/11/2018 - CONTÉM O CHAMADO “UPDATE 3” (kb 3000850) PARA WINDOWS 8.1

Mídia de instalação e atualização do Windows 8.1 Update 3 (EM 3X SEM JUROS no cartão!!!):

Disponível apenas em DVD.