[Revista PnP] Office 2019: o que trouxe de novidades e quais tendências ele indica 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   DVDs e pendrives  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Office 2019: o que trouxe de novidades e quais tendências ele indica

Por Iberê M. Campos e equipe

Veja este texto em vídeo, nas palavras do autor (16'13")
Clique aqui para ver direto no youtube caso não esteja conseguindo visualizar
O Microsoft Office 2019 (codinome “Cornflakes”) é a versão lançada em 24/09/2018 para substituir o Office 2016. Os recursos que anteriormente estavam restritos ao assinantes do Office 365 foram incorporadas nesta versão, porém com um inconveniente: o Office 2019 só roda no Windows 10 ou versões mais novas de Windows, quando elas forem lançadas. Em resumo, o Office 2019 nada mais é que um Office 2016, do qual se retirou a capacidade de rodar na maioria dos Windows existentes, porém ao qual foram acrescentadas medidas de segurança e uma compilação das atualizações feitas no Office 365, no plano por assinatura do Office, que recebe novidades constantemente. Vamos analisar esta nova versão de Office e ver o que ela significa para nós, usuários e técnicos.

O Office 2019 é a versão para rodar localmente no computador do Microsoft Office, ao contrário do Office 365 que roda parte localmente e parte online. Outra diferença entre as duas versões é que o Office 365 é pago através de uma assinatura (geralmente, anual) enquanto que o Office 2019 é obtido comprando-se uma licença, no processo tradicional, licença esta que, nos dizeres da Microsoft, é “perpétua”. Mas a coisa não é bem assim…

O Office 2019 não vai receber 10 anos de suporte, como as versões anteriores. Em mais uma mudança no sistema de licenças da Microsoft, a versão 2019 receberá 5 anos de suporte geral, mas só terá dois anos de suporte estendido. A Microsoft diz que a compra do produto dá direito a uma “licença vitalícia”, mas isto é relativo porque o suporte ao produto vai se acabar nos 7 anos que foram informados.

Quem tem o Office 2016 instalado pode achar interessante fazer o upgrade para o Office 2019, porque esse último tem os recursos mais modernos e interessantes disponíveis para esse produto. Quem já for assinante e usuário do Office 365 provavelmente vai preferir continuar usando esta versão por assinatura, que já contém todos os novos recursos e atualizações que foram incorporadas no Office 2019. O Office 2019 está especialmente pensado para trabalhar off-line, isto é, fora da nuvem, mas para quem faz trabalhos sigilosos, ou não gosta de depender da internet para trabalhar, o Office 2019 pode ser uma melhor pedida do que a versão 365.

Entre as novidades mais visíveis do Office 2019 estão o suporte geral ao uso de canetas, em tela sensível ao toque, e uma nova interface “Ribbon” redesenhada para focar na simplicidade de comandos. Foram feitos alguns melhoramentos na função caneta e acrescentados novos recursos de animação no PowerPoint, como aqueles chamados de metamorfose e zoom, além de novas fórmulas e gráficos no Excel, especialmente para análise de dados. Ao contrário das versões anteriores do OneNote, o aplicativo da área de trabalho não faz mais parte do pacote Office porque ele foi substituído pelo OneNote para Windows 10 como Aplicativo Universal do Windows. Veja a seguir, mais algumas novidades de cada programa que faz parte do pacote Office 2019.

Word 2019 -- Ele agora mais ferramentas de aprendizado e revisão, mas o que mais nos chama a atenção é a estréia do tema escuro, algo que hoje em dia é até normal, permitindo que o usuário ajuste o design do software, de acordo com os seus gostos e necessidades. Outra novidade interessante é o “Text-to-Speech” (texto para fala), que transforma ditados de voz em textos no Word através do microfone. É excelente para quem quer ter as mãos livres para outras tarefas. O Modo Foco habilita uma espécie de modo de leitura, onde você acessa o texto sem a interrupção das ferramentas dentro do aplicativo. Em dispositivos com tela touch, o Word 2019 tem várias opções de desenho com o lápis ótico. A ferramenta de aprendizagem usa capturas de tela e descrições de áudio para mostrar ao usuário as novas funções do Word 2019, além de resolver alguns problemas de acessibilidade.

Excel 2019 -- A novidade mais interessante fica por conta dos dos gráficos de mapas em 2D que podem ser inseridos nos documentos. Também é possível visualizar os gráficos de funil, muito úteis para determinar a evolução de determinados tipos de dados. As linhas temporais ajudam a estabelecer cronologias. Novas opções foram incorporadas para analisar dados, gráficos e funções, além de melhorias opcionais como o PowerPivot (análise e modelagem de dados), o PowerQuery (transformação e modelagem de dados) e o Power Bi, que é uma solução para análise de informações corporativas.

Outlook 2019 -- Também tem novidades. Ele ganhou o recurso chamado “inbox prioritário” para mostrar apenas as mensagens mais importantes. Ele tem também um novo design para os cartões de contatos, o “Focused Inbox”, que divide as mensagens de e-mails de acordo com a prioridade, com cartões informativos sobre entregas e viagens, que se atualizam em tempo real, e um sistema para configurar o envio de e-mail em um momento posterior. Também está compatível com os Grupos do Office 365, e as “Mentions” estão habilitadas para alertas de mensagens aos membros da equipe de trabalho.

PowerPoint 2019 – Ele agora permite inserir imagens em formato SVG, ou seja, imagens vetoriais, e também permite figuras 3D, além de melhorias de compatibilidade com lápis óticos, algo prático para dispositivos com tela touch. Foi adicionada uma nova capa para o zoom, algo bem vindo para as apresentações e transições mais suaves. Foram disponibilizadas as animações “Morph” e “Zoom” para dar mais movimento às apresentações.

Segurança -- Existe um novo sistema de codificação de mensagens (já presente no Office 365) denominado “Office Enterprise Protection”, as etiquetas de segurança e o ATP no Word, Excel, PowerPoint e OneDrive para negócios.

Mudança na tecnologia do instalador

A Microsoft não vai mais oferecer o instalador padrão “MSI” em alguns produtos, inclusive no Office 2019. A idéia da empresa é oferecer, principalmente, instaladores do tipo “C2R”, isto é, “Click to Run” (clique para rodar). Quando se instala um aplicativo no sistema MSI temos que esperar até que o produto todo esteja instalado antes de poder usar qualquer um dos aplicativos do pacote. A versão C2R dos instaladores é baseada na tecnologia de Streaming e de virtualização da Microsoft, e permite inicializar módulos do produto antes que o conjunto todo esteja instalado. A tecnologia Click-to-Run é a mesma usada para instalar os produtos por assinatura, como o Office 365, enquanto que a tecnologia MSI é usada principalmente para instalar os produtos que são vendidos em grandes lotes (“VL”, ou licença por volume).

Segundo informa a própria Microsoft, em tradução livre, eles dizem assim: “com o Office 2019, estamos movendo as versões do Office para o sistema C2R para reduzir custos e aumentar a segurança. Entre as vantagens do C2R estão a inclusão das atualizações de segurança lançadas mensalmente, a instalação de aplicativos sempre atualizados, menor consumo dos recursos de rede, devido à tecnologia de otimização de downloads do Windows 10, e também por facilitar a atualização para o Office 365 ProPlus”.

Em outras palavras, o sistema é bom para a Microsoft, mas será que é bom para nós, usuários e técnicos? Só o tempo vai poder dizer. Mas, em minha opinião, a Microsoft está lenta, porém continuamente movendo seu modelo de negócios para o sistema de assinatura, ao mesmo tempo em que vai dificultando e tornando desinteressantes a venda de licenças ditas “perpétuas” de seus aplicativos.

Quando se usa o sistema C2R, o Office 2019 vai ser instalado automaticamente usando locais e configurações padronizadas. Uma vez iniciado o processo, ele irá até o final. O instalador não vai perguntar coisa alguma. Outra coisa: o instalador do Office 2019 não permite fazer o upgrade da versão 2016 para a 2019. O Office 2019 será instalado separadamente de versões do Office 2016 ou do Office 365 que porventura já estiverem na máquina. No entanto, depois que instalação do Office 2019 estiver completada, ele não vai rodar junto com o Office 2016 ou o Office 365. Será preciso optar por um deles. Assim, se você deseja instalar e trabalhar com o Office 2019, recomenda-se desinstalar qualquer versão anterior do Office, incluindo o Office 365.

Conclusão

Sem dúvida, o Office 2019 é uma evolução da versão 2016. No entanto, quem usa o Office 365 não vai perceber muita diferença. Conforme já disse, está cada mais clara e iminente a intenção da Microsoft de parar de vender softwares e passar a cobrar pelo seu uso, isto é, vai começar a alugar software. Se você gosta dos produtos Microsoft, prepare-se para ter mais uma conta para pagar, ao lado das contas de luz, água, condomínio, internet e celular.

Felizmente, caso a empresa realmente deixe o consumidor sem outra alternativa que não seja essa, de assumir uma despesa fixa, existem outros programas, outros pacotes que, na minha opinião, são tão bons quanto os que fazem parte do Office, com destaque especial para o OpenOffice, que é gratuito mas que, atualmente, é gerenciado pela Sun Microsystems, e o LIbreOffice, que é uma derivação do OpenOffice que foi criada quando a Oracle adquiriu da Sun Microsystems o controle do OpenOffice. Ambos são absolutamente gratuitos e permitem fazer quase tudo o que fazem os programas do Office. E, claro, tem a pirataria, que até o momento sempre deu um jeito de permitir o uso dos produtos Microsoft sem pagar um único centavo para a companhia. A modalidade de assinatura vai aumentar bastante a dificuldade deste uso, digamos, “alternativo”, mas acho que vai ser mais ou menos como é hoje com a TV por assinatura e as contas de água e de luz. Alguns usuários pagam por estes serviços, enquanto que muitos recorrem a “gatos” e “gambiaras” para usufruir gratuitamente dos mesmos bens.







Publicado em 23/10/2018 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 0 ARTIGOS SOBRE :
Como trocar a placa-mãe sem perder a instalação de um determinado programa?
BrOffice, LibreOffice e OpenOffice são compatíveis?
Não consegue gravar CDs em 1X. Mas, será que é necessário fazer isso?
Perda de pacotes na rede pode causar discrepância nos dados de um aplicativo comercial?
Programa administrativo feito em Clipper não roda no Windows 7 de 64 bits
Qual firewall poderia substituir o do Windows?
Para que serve o .NET Framework da Microsoft? Devo ou não instalar? Qual versão escolher?
Como rodar vários sistemas operacionais num mesmo micro?
Problemas num programa administrativo rodando em rede: erro no servidor
Programa administrativo em DOS não aceita impressora matricial Epson na porta USB com adaptador
Não consegue restaurar imagem de HD no formato .GHO feita com Norton Ghost versões 12, 14, ou 15
Ripadores de CDs e DVDs gratuitos para Windows
Adobe Flash Player não instala no Internet Explorer 64 bits do Windows 7
Avast ganhou fôlego com versão 5. Mas será o suficiente para concorrer com o AVG 2011?
Começar a aprender sobre virtualização
AVG Antivírus 2011 é uma boa opção entre os produtos grátis
OpenOffice.org abandona Oracle e organiza fundação para continuar o desenvolvimento independente
Qual é o melhor antivírus gratuito para você baixar?
Migração de dados de um programa administrativo para outro
Como remover a mensagem de que meu Office 2007 não é original?
Não consigo apagar emails no Outlook Express
Micro trava só quando entra em alguns sites específicos
Quais programas gratuitos usar no Windows para ficar legalizado e evitar a pirataria?
Porque é preciso usar gerenciadores e linguagens de programação para acessar um banco de dados?
Como passar de vinil (LP) e cassete para MP3
A computação em 64 Bits já chegou. Finalmente!
Como gravar arquivos no formato APE e CUE? No Nero está dando erro.
Como abrir documentos do Office 2007 no Openoffice e nas versões anteriores de Office
Emprestar ou copiar CD e DVD é pirataria?
Problemas ao executar o jogo Harry Potter
Explicando o que é Kilobit, Megabit e Gigabit
Como copiar arquivos ocultos e pastas pelo DOS
Erro 1012 em programa Clipper
Rede transmite bem mas recebe lentamente
Dificuldade em instalar driver para Modem US Robotics
Cabo para ligar switch com switch é igual ao usado para ligar micro com switch?
Como identificar o tipo de memória
Programa gratuito e eficiente para teste de memória
Impressoras Espon e o programa SSC para ressetar os cartuchos
Lâmpadas ficam todas piscando na impressora Epson C86
Manutenção de PCs é tarefa para amadores?
Como prender o Cooler sem os grampos?
CMOS Descarregando, e a placa-mãe não tem bateria. Como resolver este problema?
Compartilhamento de internet do Windows versus servidor proxy. Qual é o melhor?
Microsoft descontinuou FrontPage. Já vai tarde...
Como fazer backup dos dados da agenda do Outlook Express
Posso colocar duas placas de rede no mesmo micro?
Qual é o melhor processador para jogos: Intel ou AMD?

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.