[Revista PnP] Dúvidas sobre montagem de assistência técnica de informática 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Dúvidas sobre montagem de assistência técnica de informática

Questão colocada pelo leitor


Na Revista PnP nº 25 vocês publicaram uma matéria sobre montagem de oficinas de assistência técnica o que veio bem a calhar pois estou querendo abrir uma, e já estou pesquisando o local. Sou funcionário público estadual e trabalho em regime de 12x36 horas (ex.: esse mês, dias ímpares) e estou querendo montar minha assistência e prestar serviços para empresas (manutenção e redes). Mas tenho algumas dúvidas como, por exemplo, qual a melhor forma de divulgar meus serviços para pessoa jurídica? Como eu ainda não abri minha assistência e presto serviços nos dias de folga posso me queimar no mercado por não estar disponível todos os dias? Ou seria melhor por enquanto alugar uma sala comercial e contratar uma atendente? Para divulgar meus serviços tenho um blog e anúncio em sites de divulgação, isto é o suficiente?


Nossa respostaA referida edição 25 da Revista PnP já aborda vários destes tópicos, sugerimos a (re)leitura da mesma para maiores esclarecimentos. Mas podemos complementar o conteúdo da publicação respondendo a algumas das perguntas feitas pelo leitor.

Se a pessoa tem um emprego fixo mas ainda dispõe de algum tempo livre, poderá perfeitamente oferecer serviços de informática para complementar seu orçamento. É claro que não poderá dar o mesmo atendimento que alguém que se dedique integralmente à oficina, mas em compensação poderá cobrar um pouco mais barato, porque já está cobrindo parte de seus custos fixos com o salário. Mas é preciso tomar cuidado com isso, pois o emprego fixo não pode subsidiar as despesas da oficina, e sim ao contrário, ou seja, a oficina deve se auto-sustentar e ainda por cima dar um rendimento extra ao técnico. Quanto ao fato de perder clientes por não estar disponível todos os dias, podemos dizer que isto pode, sim, acontecer, mas em compensação também poderão aparecer clientes que não se importam tanto com isto, e preferem um atendimento melhor e um preço mais camarada, é tudo uma questão de procurar aqueles clientes que pode atender, e deixar de lado os que não pode atender. Isto sempre acontece, qualquer que seja a situação do técnico, pois todos nós temos nossos pontos fracos e fortes.

O que poderíamos sugerir é que o leitor começasse atendendo em sua casa mesmo, ou em algum espaço cedido por um amigo ou parceiro, antes de assumir dívidas com aluguel, atendente e outros. Se perceber que o mercado está bom para ele, poderá então montar sua empresa e alugar um espaço mais adequado. Como sempre dizemos, é preciso tomar cuidado com as despesas fixas, são elas que levam toda empresa à falência, quando não devidamente administradas...

A divulgação é importante, e deve ser feita de todas as formas que o leitor conseguir. Blogs e anúncios são interessantes, mas nesse ramo pode ser mais importante, principalmente para quem estar começando, gerar oportunidades de ter um contato pessoal com os possíveis contratantes. O que pode agir neste sentido é a realização de pequenos eventos, por exemplo, em empresas ou condomínios, mostrando dicas de manutenção ou instalação, ou então uma promoção do tipo “faça uma revisão por R$ 20” ou “upgrade de PC por R$ 200” e coisas assim. Mesmo que os serviços executados, em si, estejam dando algum prejuízo, podem ser considerados como uma forma de propaganda. Ao invés de pagar um anúncio, por exemplo, pode-se fazer estes serviços de baixa rentabilidade, só para que as pessoas nos conheçam e venham a nos procurar no futuro. É preciso apenas deixar bem claro que é uma promoção, porque senão, quando vierem nos procurar e cobremos o preço certo, não achem que estamos sendo exploradores.

Enfim, o que o leitor deseja é factível, basta apenas dedicar-se e trabalhar corretamente, os resultados certamente virão.


Publicado em 30/10/2012 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

NOSSOS LEITORES JÁ FIZERAM 1 COMENTÁRIO sobre este artigo:
De: Eterno Aprendiz (em 18/02/2013 às 18:10 hs)
Empregado x micro empresário...
Caro amigo da dúvida acima descrita: Já tem algum tempo que faço o que tu pretendes fazer, ou seja, trabalho em uma empresa privada no regime de 6 dias trabalhados por 4 dias de folga e neste período, presto serviços de informática a pessoas físicas e jurídicas. Ano passado me cadastrei como MEI (Micro Empreendedor Individual), pois, as empresas as quais eu presto serviços precisam de notas fiscais dos serviços e hoje vejo as muitas vantagens em ser MEI: Pude obter alvará de licença da prefeitura e do corpo de bombeiros, (pois assim como tu, eu também não estou em tempo integral em minha oficina, a qual fiz em minha casa mesmo e a “recepção” eu fiz na garagem da minha casa, dividi-a com PVC e montei um mini escritório onde dentre outras coisas eu emito a O S do cliente), também posso comprar suprimentos de vários fornecedores, contribuo para a minha aposentadoria, dentre outras. Já tive a mesma dúvida que tens agora e também recorri ao pessoal aqui da Thecnica (os quais sempre me respondem com toda a atenção possível) e atualmente resolvi atender mais via agendamento, ou seja, divulgo meus serviços através da internet (face, e-mail), flyer e também tenho tido uma boa divulgação por parte dos meus clientes, os quais sempre acabam me indicando aos amigos e familiares. Acho que era isso, deixo aqui um pequeno resumo da minha historia a qual se parece muito com a tua, abraços.

Comente você também:

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.