[Revista PnP] Programa administrativo em DOS não aceita impressora matricial Epson na porta USB com adaptador 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Programa administrativo em DOS não aceita impressora matricial Epson na porta USB com adaptador

Questão colocada pelo leitor


Um cliente teve o seu equipamento danificado por uma descarga elétrica. Aproveitei para fazer um upgrade no micro e troquei fonte, placa-mãe, processador e hd, pois o micro já estava ultrapassado.

Muito bem, este cliente usa um programa terceirizado para controle financeiro, estoque, impressão de pedidos e etc. Esses trabalhos são executados por uma impressora matricial Epson LX 300 e como a nova placa-mãe não tem adaptador para ela coloquei um adaptador USB e funcionou muito bem sem problemas.

Quando o pessoal da empresa veio para instalar o pacote financeiro começaram a colocar empecilho para instalar no Windows 7, dizendo que preferiam o XP por motivo de acesso remoto e que a impressora não iria funcionar com porta USB. Depois de muito aborrecimento retirei o micro e reinstalei o Windows XP (contra a minha vontade) mas, para minha surpresa, quando da instalação do pacote financeiro a impressora ficou lenta e desconfigurada saindo o papel (rolo) maior que o normal. Quando o cliente reclamou eles afirmaram categoricamente que utilizam um programa de impressão em DOS e que com a impressora adaptada com USB fica lenta, desconfigurada e troca o tipo da fonte.

Não entendo nada de programação, mas... Programas para DOS não estariam ultrapassados? Impressora não imprime no Windows 7 por causa do programa de impressão usado por eles? Epson LX 300 com adaptador USB fica lenta, troca fonte e desconfigura papel?

Acho ridículas estas afirmações, mas gostaria da opinião de vocês para mostrar para meu cliente.


Nossa respostaProgramas para DOS podem rodar no Windows Vista e no 7, mas sempre é preciso fazer configurações nos arquivos PIF do mesmo, em relação ao tipo de acesso à memória, vídeo, etc. Mas, no geral, consegue-se fazê-los rodar normalmente no chamado “modo de compatibilidade”, a não ser que seja um programa que não siga os procedimentos normais e corretos de programação para a época.

Entretanto, a parte de impressão pode ser um problema com os micros novos, pois eles não estão mais trazendo a porta paralela. Os adaptadores USB para paralela via de regra não servirão para aplicativos DOS que não imprimam no modo gráfico, isto é, que imprimam apenas usando os recursos nativos da impressora, que é o sistema de impressão mais antigo que existe. Se a pessoa usar uma impressora paralela através de um adaptador USB, mas imprimindo em modo gráfico pelo Windows, provavelmente não haverá problemas (conforme o leitor já constatou) mas no modo antigo podem surgir problemas na seleção de fontes e de tamanho de papel, conforme foi relatado.

Os programas para DOS bem feitos costumam trazer formas de configurar a impressora em função da largura do carro (80 ou 160 colunas) e das fontes residentes na mesma, mas aparentemente este não é o caso do programa do cliente em questão, onde a impressora precisa se adaptar ao programa e não ao contrário. Deve ser um programa realmente bem antigo...

Além disto, parece haver uma má vontade por parte dos fornecedores deste programa para DOS, pois eles terão que resolver este problema da porta paralela mais cedo ou mais tarde, assim como também precisarão aprender a configurar o programa para rodar no Windows 7.

Como a pessoa quer (ou precisa) rodar um programa assim tão antigo, o jeito é usar hardware igualmente antigo, por exemplo, um Pentium 3 ou Pentium 4 com porta paralela rodando o Windows XP. Outra saída seria compartilhar a impressora na rede (mesmo que ele não tenha rede) e redirecionar os comandos na porta LPT1 para ela, com o comando NET que deveria ser colocado num script (arquivo BAT) contendo comandos assim:

NET USE LPT1 nome do servidor ome da impressora de rede
CD nome da pasta onde o programa DOS roda
nome do executável do programa DOS


O script acima é que seria usado para chamar o programa.

Uma outra saída, ainda, seria utilizar programas como o DOS2USB (www.dos2usb.com). Ele redireciona todo o tráfego da porta LPT para uma porta USB especificada no software).

Como se vê, existem muitas saídas mas o melhor e definitivo mesmo, ao meu ver, é utilizar um micro que tenha porta paralela e usar o Windows XP, cortando o problema pela raiz.

Deve-se notar, também, que existe preguiça ou incompetência do fornecedor desse programa DOS que deveria apresentar uma solução viável tanto para a ausência da porta paralela nos micros atuais quando para a iminente predominância do Windows 7 em substituição ao Windows XP, que está com os dias contados.


Publicado em 17/02/2011 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

NOSSOS LEITORES JÁ FIZERAM 1 COMENTÁRIO sobre este artigo:
De: Oswaldo (em 05/04/2011 às 14:53 hs)
Tá na hora...
... de trocar o fornecedor do software....

Comente você também:

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.