[Revista PnP] Windows XP saiu de linha. E agora, como é que eu fico? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Windows XP saiu de linha. E agora, como é que eu fico?

Questão colocada pelo leitor

Tenho um Windows XP original, autêntico, que breve será desatualizado, devido não apenas ao Windows Vista mas também e principalmente ao Windows Seven. Mesmo sendo ultrapassado, tem como melhorar esses Windows antigos, talvez acrescentando antivírus e firewall? Outra pegunta: por que os sistemas operacionais antigos da MicroSoft, como os Windows 95,98, 2000 e até, agora, o XP, não são liberados pela Microsoft para serem livres e gratuitos, mesmo sem atualização?


Nossa respostaA evolução dos sistemas operacionais precisa acompanhar as mudanças no hardware e vice-versa. O Windows XP fez uma bela carreira, tendo sido vendido entre 2002 e 2008, entretanto o XP SP3 que existe hoje pouco tem a ver com a versão original lançada em 2002. Em especial o SP2 mudou completamente o sistema, e na verdade poderia até ser chamado por outro nome.

Assim, nada mais natural que a Microsoft, como maior fabricante de sistemas operacionais, lance novas versões de Windows. Seria de se estranhar se não o fizesse, ainda mais numa sociedade capitalista, como a que estamos vivendo. Além disso, é preciso levar em conta os enormes investimentos e despesas de manutenção de tantos engenheiros e programadores, isto precisa ser pago de tempos em tempos para permitir que a empresa continue desenvolvendo seus sistemas para adaptá-los às novas tecnologias e demandas que vão surgindo.

Mas tudo isto não significa que os Windows antigos devem ser jogados fora. Eles fazem parte de todo um contexto que inclui o hardware (os computadores) e também os programas (aplicativos) que foram feitos para ele. E este conjunto pode continuar funcionando ainda por muitos anos. Quem é que não conhece algum semhor que continua usando seu Windows 98 ou até seus programas DOS? Mudar para que, se este sistema faz o que ele precisa? E não basta apenas colocar um antivírus ou firewall, como sugere o leitor, mas sim de utilizar programas compatíveis que formem um sistema para atender às necessidades do leitor. Provavelmente não vai ser possível rodar os programas mais novos (em especial jogos) mas dará para rodar boa parte do que está por aí.

Quanto à Microsoft colocar seus sistemas em domínio público, é uma questão de política da empresa. Vai ser muito difícil ela fazê-lo pois mesmo os Windows mais antigos oferecem tecnologias que os concorrentes até hoje talvez não tenham desenvolvido, e além disto fazendo assim a empresa estaria desencorajando os usuários a comprar as novas versões, que ficariam esperando que elas caíssem em domínio público. A idéia é ninguém utilizar o Windows sem pagar por ele, por isso é que a empresa oferece um sistema de downgrade, onde o usuário que quiser usar um Windows antigo precisa comprar uma versão nova, e usar a licença desta. Por exemplo, alguém deseja usar o Windows 2000 Professional, que não é mais vendido. Poderia então comprar um windows Vista Business e fazer usar a licença deste para rodar legalmente seu Windoss 2000. Mas rodar o Windows 2000 de graça, isto não... a não ser que ele apele para uma cópia “genérica”



Publicado em 22/09/2009 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.