[Revista PnP] Como usar o multímetro numa oficina de reparação de computadores? Ele será mesmo útil? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Como usar o multímetro numa oficina de reparação de computadores? Ele será mesmo útil?

Questão colocada pelo leitor

Sou um técnico iniciante e lido com o “arroz com feijão” da coisa: reparos, instalações e montagem. Acho que meu serviço iria melhorar se eu usasse um multímetro para fazer diagnósticos mais precisos de placas, portas e outros dispositivos com defeito. Sou leigo em eletrônica mas pretendo estudá-la pois, além de ter interesse no assunto, sei que iria facilitar muito minha vida profissional. Agradeço se puderem me indicar um site, revista ou livro que ensinasse os macetes do uso do multímetro.


Nossa respostaO multímetro é um aparelho que pode ajudar qualquer técnico em seu trabalho, mas sua utilidade não é tão grande no caso de circuitos digitais. Basicamente o multímetro mede três grandezas elétricas: voltagem, corrente e resistência. Em circuitos analógicos, como os de TVs, rádios, aparelhos de som e monitores, acompanhar valores de voltagem é uma boa forma de encontrar defeitos. Através de medições de resistência, podemos verificar se um transistor ou diodo está danificado.

Por outro lado, os circuitos digitais não podem ser monitorados tão facilmente com um multímetro. Eles trabalham com freqüências muito elevadas que não podem ser percebidas pelos multímetros comuns. Os equipamentos indicados para verificação dos circuitos digitais são os osciloscópios (preço em torno de 1000 dólares) e o analisador lógico (preço em torno de 5000 dólares). Ainda assim o multímetro pode vai ter utilidade e é importante saber usá-lo.

Ele não vai permitir, como o leitor deseja, diagnosticar uma placa, mas poderá ajudar a checar tensões da fonte de alimentação, verificar mau contato em cabos e outras tarefas simples. Em todo caso, vamos dar nossa indicação: a Revista PnP nº 10 traz o artigo Aprendendo a usar o multímetro que mostra os diversos tipos deste aparelho, como utilizá-lo para fazer as medições básicas e com diversos exemplos de diagnósticos em casos práticos de uma oficina de informática. Esperamos que seja útil!


Publicado em 22/07/2009 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.