[Revista PnP] Informática nos países de regime socialista 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Indeterminado
Artigo

Informática nos países de regime socialista

O leitor Roberto J. de Oliveira nos perguntou como é praticada a informática nos países de regime socialista, qual o software e o hardware que utilizam, pois em sua grande maioria estes itens são produzidos por países que fazem boicote aos países dissidentes de seus regimes políticos; como por exemplo: Cuba, Rússia, China e Coréia do Norte.

Bem, o que poderíamos dizer é que estes países utilizam "software livre", mas nada de Linux ou OpenOffice... na verdade, lá é o paraíso da pirataria, até porque os regimes comunistas não respeitam o direito de propriedade, ou seja, se alguém criou algo este algo deve ser "compartilhado" com a humanidade, sem qualquer pagamento de direitos.

Claro que existe Linux nestes países, principalmente nos órgãos governamentais e nos centros de pesquisa, mas não exatamente porque eles respeitem os direitos dos outros países. O principal motivo é a segurança das informações, pois num pacote fechado como o Windows ninguém pode estar certo do que o computador está realmente fazendo, que informaçòes está passando para fora e para quem.

Fora este casos específicos, o que se usa mesmo por lá são cópias piratas do Windows e de todos os outros programas. Aliás, são os programadores destes países que produzem a maioria dos cracks que existem por aí.

Em termos de hardware, basicamente eles têm o mesmo que nós, Brasileiros. Afinal a maior parte dos componentes são produzidos na China e os chineses são capitalistas ou socialistas, dependendo da conveniência, mas nunca deixam de fazer um bom negócio, principalmente como este, de abastecer mercados enormes como o Russo, o Coreano e outros de regimes ditos comunistas.

Publicado em 09/02/2006 às 00:00 hs, atualizado em 01/11/2007 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.