[Revista PnP] Quanto cobrar de mão-de-obra para migrar de Windows para Linux 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Exercício Profissional
Artigo (veja mais 39 artigos nesta área)

Quanto cobrar de mão-de-obra para migrar de Windows para Linux

Questão colocada pelo leitor

Como devo proceder para montar um orçamento para migrar de uma plataforma Windows para Linux e programas Open Source? A estrutura atual é de 13 micros rodando Windows XP. Devo cobrar do cliente uma porcentagem referente ao que ele pagaria pela licença de cada estação + os aplicativos? Estaria aí embutida a mão de obra? O que geralmente se aplica no mercado para estes casos?


Nossa respostaA filosofia para encaminhar estes casos é mais ou menos a a passamos a expor. Se você fosse fazer uma instalação destas com produtos Microsoft levaria, digamos, 20 horas para completar o serviço. Com soluções Linux a coisa pode demorar mais, digamos 40 horas ou mais até porque seria preciso estudar mais detalhadamente e explicar para todos como as coisas passam a funcionar. Além disto, o preço do homem-hora de um técnico em Windows é menor do que a de um especialista em Linux – falando em termos gerais, claro, pois cada caso é um caso. Existe um técnico de Windows em cada esquina, mas especialistas em Linux ainda são raros.

Isto, naturalmente, considerando uma rede pequena como a que está sendo citada. Em instalações maiores que usam servidores para arquivos, impressão, e-mail, autenticação, Internet e outros a coisa pode ser totalmente diferente. Para o cliente do leitor, mesmo pagando mais pela mão-de-obra fica a tranqüilidade de estar usando produtos 100% legalizados (nada de problemas com a fiscalização!) e que ficam muito, mas muito mesmo, baratos e mais seguros quanto aos malditos virus, worms e adwares que infestam a Internet.

Somando tudo, acreditamos ser justo cobrar de 50 a 100% a mais para implantar uma instalação Linux quando comparado à uma instalação similar em Windows. Não se deve deixar de levar em consideração também o treinamento dos usuários. Será preciso ensiná-los a usar os novos sistemas, o técnico também precisará dar assistência para escolher e testar novos programas. Isto tudo precisa ser financiado pelo cliente também, e deve ser combinado previamente para não causar constrangimentos no futuro

Aliás, é justamente o fato da mão de obra em Linux custar mais caro e ser mais freqüente durante a implantação que fornece o grande argumento da Microsoft contra o software livre. Segundo a empresa, o TCO (Custo de Propriedade) do Linux é maior do que dos produtos Windows, justamente pela maior necessidade de mão de obra especializada.


Publicado em 24/08/2009 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 39 ARTIGOS SOBRE EXERCíCIO PROFISSIONAL:
O futuro dos técnicos de informática: adaptar-se ou desaparecer
Começar cedo na carreira de informática é sinal de competência?
Dúvidas sobre montagem de assistência técnica de informática
Cliente não deixa retirar computador para manutenção. E agora?
Cliente quer que o técnico faça coisas impossíveis. Como fica essa situação?
Como recolocar os programas que estavam no micro antes da formatação e reinstalação do Windows?
Qual é o valor da minha hora-técnica? Como calculo isso?
Dúvida sobre como cobrar trabalhos de informática feitos para pessoas físicas
Que dicas poderíamos dar para um técnico de informática iniciante?
Quanto cobrar para definir e instalar um novo servidor
Qual é o melhor curso: ciência da computação, sistemas de informação ou engenharia de computação?
O técnico deve cobrar taxa de visita? E como lidar com os clientes que não pagam?
Supere a dificuldade de falar em público
Dicas para ter uma oficina de informática lucrativa
Com lidar com um chefe (ou cliente) chato?
Qual é a garantia que o técnico deve dar para troca de fonte e reformatação do HD?
O técnico de informática e a questão das cópias piratas de software
É melhor ser empregado ou ter o próprio negócio de informática ?
Férias? Oba, é hora de investir na carreira.
O Windows deveria ser banido dos concursos públicos em favor do Linux?
As coisas mudaram: pode parar de procurar “emprego”. E comece a procurar “clientes”!
As bogagens tecnológicas mais famosas... dos famosos
Qual é a garantia da mão-de-obra para remoção de virus?
Quanto ganham os profissionais de informática na Grande São Paulo
Quer mudar de profissão? Cuidado com os enganos mais comuns!
Os maiores enganos cometidos pelos gerentes de informática
A recessão bateu na minha porta. Será a hora para mudar de emprego?
As 6 carreiras de TI mais promissoras para 2009 (e anos seguintes...)
Qual é o problema da informática nos concursos públicos?
Blu-ray está em queda livre. Como ficam os consumidores?
A questão da velocidade e performance dos discos rígidos
Windows versus Linux: mesmo Custo de Propriedade em países emergentes, segundo a Microsoft
Mãos a obra – crise é sinônimo de oportunidade
Emprego e carreira: curso técnico é o caminho mais curto para o sucesso
A questão do emprego versus faculdade versus sucesso profissional
Mercado de trabalho do profissional de TI é ruim?
Será que é justo o que estou ganhando aqui no Brasil? Veja uma pesquisa internacional de salários.
Construa sua Marca Pessoal! Seja diferente e fature com isto
A mudança na lei daria mais importância à profissão de técnico de informática?

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.