[Revista PnP] Porque a Microsoft está sempre mudando o Windows? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Empresas e Negócios
Artigo (veja mais 11 artigos nesta área)

Porque a Microsoft está sempre mudando o Windows?

Questão colocada pelo leitor


Gostaria de saber porque a Microsoft está a todo o momento trocando o seu sistema operacional (Windows)? Não seria melhor aperfeiçoar o que já existe? Ou eles têm outros interesses... O linux está aí!!!


Nossa respostaA percepção do leitor de que a Microsoft está a todo momento mudando o Windows é compreensível, mas o caso tem várias facetas. Em primeiro lugar, o Windows está sempre sendo atualizado, paulatinamente através do WindowsUpdate ou a passos mais largos quando sai um Service Pack ou uma nova versão do sistema. Mas este é um fato normal e corriqueiro, fruto dos bilhões de dólares que a empresa investe em pesquisa e desenvolvimento e também e principalmente porque a própria tecnologia via mudando, com novas necessidades dos consumidores, novos dispositivos de hardware e maneiras diferentes de implantar soluções informatizadas.

Mas o Windows tem uma meta que é ao mesmo tempo uma vantagem e uma desvantagem. Estamos falando da compatibilidade com programas e hardwares antigos. Mesmo as versões recentes, de 64 bits, mantêm um alto grau de compatibilidade com os dispositivos de hardware e programas que ainda rodam em 16 bits, significando que o Winodws 7, por exemplo, ainda consegue rodar programas feitos, digamos, há 15 anos ou até mais. Nenhum outro sistema operacional destinado ao mercado de consumo consegue estas façanha e, no ambiente empresarial, só o Unix consegue fazer o mesmo, seguido de perto pelo Linux que surgiu, teoricamente, em 1993.

Livrando-se desta carga pesada, fica muito mais fácil desenvolver um sistema operacional novo como é o caso do iOS (usado nos dispositivos da Apple como iPad e iPhone) e do Android do Google, seu concorrente mais próximo. Estes sistemas foram feitos para uma finalidade e para um hardware específico, para rodar programas ainda a serem escritos, ou seja, fica muito mais fácil criar algo novo e que parece revolucionário, mas a realidade fica longe disto. Windows, Unix, Linux e o próprio MacOS da Apple são sistemas operacionais maduros e que passaram por décadas de evolução, atendendo a muito mais situações do que os novos sistemas operacionais. Estes sistemas podem, por exemplo, rodar tanto programas banais como uma agenda telefônica quando servirem de base para aplicações científicas e empresariais extremamente complexas como indústria aero-especial e a previsão metereológica.

O que a Microsoft tem feito é adequar seu principal produto, o Windows, às novas demandas. Justamente por isso o Windows é, de longe, o sistema operacional mais usado de todos os tempos, vai ficar assim durante um bom tempo, e a mudança e a inovação precisarão continuar, sob pena de um sistema operacional concorrente conseguir desenvolver-se e oferecer boas soluções a tal ponto que ameace o predomínio da Microsoft. Isto já ocorrem em áreas onde o Windows falhou em oferecer boas soluções técnicas e/ou que fossem convenientes ao mercado, como foi o caso dos tablets e dos smartphones. Mas esta batalha está em pleno desenvolvimento, a cada dia ocorre um novo lance que pode mudar todo o panorama.

Conforme o leitor comentou, o Linux está aí e, surpreendentemente, não da forma que se previa inicialmente, ou seja, com alguma “distribuição” ganhando a preferência do consumidor nos micros de mesa. O que aconteceu é que o Linux ganhou a preferência dos consumidores mas foi por um outro viés, afinal, o Linux é “irmão” do Android, MacOS e iOS, visto que todos estes derivam de alguma variação do Unix, assim como o Linux. Pois é, os adeptos do Linux já podem comemorar, ele finalmente conseguiu sair de um pequeno nicho de mercado para ganhar a preferência de boa parte dos usuários. Só que não foi às custas de tirar mercado do Windows, mas sim dominando áreas que não haviam sido previstas, como foi o caso dos citados dispositivos com tela sensível ao toque como os computadores no formato tablet ou smartphone.


Publicado em 05/07/2011 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

NOSSOS LEITORES JÁ FIZERAM 1 COMENTÁRIO sobre este artigo:
De: carloskiss (em 10/07/2011 às 12:11 hs)
Mudando o Windows
Explicação excelente dos principais motivos que levam a empresa a estar mudando constantemente o SO. Ficou faltando uma observação, que também acho importante nesse contexto é que, os SO precisam acompanhar a evolução dos hardwares. Imaginem um I7 com alguns gigas de memória rodando com um Windows 98 ou 95 OSR2. Que tal?

Comente você também:

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 11 ARTIGOS SOBRE CARLOS ALBERTO KISS:
As vendas de PCs continuam caindo. Seria o fim de uma era? Ou o que está acontecendo?
Linux ou Windows, qual é o melhor para a infraestrutura de uma empresa média?
Algumas empresas de tecnologia estão se perdendo. Isso tem a ver com os técnicos de informática?
Como pode uma empresa saber o que seus funcionários fazem em seus PCs?
Google adquire Motorola e pode virar o jogo com a Apple e seus iPads e iPhones
Como o técnico de informática pode lidar com a pirataria de software?
O iPad da Apple está mudando a indústria de informática. Veja 10 motivos porque.
Seagate adquire subsidiária de HDs da Samsung por US$ 1,37 bilhões e inicia um duopólio
Apple troca parafusos do iPhone para restringir ainda mais a assistência técnica autônoma
Google anuncia o sistema operacional Chrome. Seria uma ameaça ao Windows?
Oracle compra Sun Microsystems e agora é dona do Java, Openoffice e MySQL
Quanto tempo vai demorar para a Apple ficar maior que a Microsoft?

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.