[Revista PnP] Escolhendo monitores: plasma, LCD ou CRT? 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco

Home   Edições impressas  
Edições digitais   CDs e DVDs  
Dicas técnicas   Como comprar  
Quer colaborar?   Sugira uma matéria  
Boletins   Como é feita a Revista PnP?  
Fale conosco   Serviços ao cliente  
Erratas   Sobre a Revista PnP...  
Perguntas mais frequentes (FAQ)  
Cursos e eventos  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Periféricos
Artigo (veja mais 8 artigos nesta área)

Escolhendo monitores: plasma, LCD ou CRT?

Nos últimos anos a tecnologia de monitores e televisores tomou um impulso enorme e surgem novidades a cada dia. Hoje, quem vai comprar um monitor se depara com três tipos de tela: plasma, LCD (ou cristal líquido) e o tradicional CRT, aquele grandalhão e já bem conhecido de todos, visto que os dois primeiros se caracterizam por serem bem fininhos. Como se não bastasse ter que escolher entre estas tecnologias tão diferentes, ainda há duas proporções de tela: a comum (4:3) e a widescreen (16:9 ou 16:10). Qual é melhor?

É uma resposta difícil de dar pois cada um dos modelos tem seus prós e os contras. Vamos tentar resumir:

O tipo CRT (aquele comum) tende a cair em desuso, mas por enquanto é mais barato e tem uma imagem mais “quente”, mais “gostosa”. Dura mais e é capaz de trabalhar bem em qualquer resolução. Mas ficam limitados à proporção 4:3, gastam mais energia elétrica e, por melhor que seja o modelo, sempre emitirá alguma emissão de radiação que pode ser prejudicial ao usuário.

Já os de plasma e os de cristal líquido são mais modernos, ocupam menos espaço em cima da mesa, gastam menos energia e emitem pouca ou nenhuma radiação eletromagnética, podendo ser fabricados nos formatos 4:3 ou widescreen. Pelo lado ruim, são mais caros, menos duráveis e só têm imagem otimizada em determinada resolução.

Aparentemente, os monitores de LCD (abreviação de Cristal Líquido) vão dominar o mercado dentro de alguns anos, em detrimento das outras tecnologias. O formato de tela 4:3, aquele quadrado que passamos a vida inteira assistindo na televisão, também não tem futuro. Na realidade, as imagens apresentadas em 4:3, via de regra, são cortadas. Se você vê um filme na televisão convencional (em 4:3) e depois vê o mesmo filme em widescreen (16:9) percebe que a TV convencional mostra apenas o centro das cenas, o resto é sumariamente excluído.

No computador é a mesma coisa. Telas widescreen possibilitam assistir filmes em DVD na resolução máxima e, quando estiver trabalhando no computador, poderá ter muito mais informação na mesma tela.

Por falar em área, é bom falar um pouco sobre o tamanho das telas. Em todas as tecnologias o tamanho indicado é em polegadas, abreviado pelas duas aspas. Um detalhe que muitos desconhecem, entretanto, é que a medida é feita na diagonal do tubo, e não na horizontal ou vertical. No caso de uma TV, por exemplo, uma widescreen de 42” tem quase que a mesma altura de uma TV de 29” convencional, motivo pelo qual muita gente não percebe muita diferença ao assistir TV em uma e em outra, alternadamente.

Na tecnologia convencional (CRT) o tamanho fornecido é bem maior do que o real. Por exemplo, um monitor CRT de 17” tem cerca de 15,3” de área útil. Isto porque a medida é feita no total do tubo, mas perde-se uma parte ao redor do mesmo para sua fixação no gabinete de plástico.

Já nos plasma e LCD a medida fornecida é praticamente a da área útil. Um LCD de 15”, portanto, tem quase que a mesma medida útil de um monitor CRT de 17”. Um LCD de 17” tem aproximadamente a mesma de um CRT de 19” e assim por diante.

Publicado em 31/10/2007 às 00:00 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 8 ARTIGOS SOBRE PERIFéRICOS:
A importância do ar condicionado na informática: muito além do ar fresco
Impressora HP wireless não aparece na rede do Windows, como fazer para imprimir?
Qual compressor de ar se usa para limpeza em computadores e informática em geral?
Windows não reconhece mouse USB, mas ele está bom. Porque isso acontece?
Porque o nobreak não está conseguindo manter o PC ligado quando acaba a luz?
Monitor/TV fica sem som quando ligado pelo cabo HDMI
Devemos nos preocupar com vírus nos smartphones e tablets?
Quero proteger meu PC: é melhor usar um nobreak ou ligar direto na tomada?
Problemas na recarga de cartuchos multifuncional Lexmark
Formatos de mídia de CDs e DVDs graváveis e regraváveis
Será que monitor LCD é bom?

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da informática e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: leitor@revistapnp.com.br
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.